Diário Secreto de Robert Pattinson – Cap.11

*******QUEM PEGAR AVISA NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS Á NÓS*******

Ela me empurrou para traz e sorriu, olhando para baixo.

– Rob, o que você fez?

– Eu… Eu apenas me deixei levar pelo momento.

– Robert, se você acha que estamos…

– Não Kris, eu não acho nada, desculpe-me.

– Sem problemas.

Continuamos andando, mas dessa vez Kris não me deu as mãos. Mas estávamos de bem, eu acho. Quando chegamos na casa dela, fomos tomar café e depois vimos um filme.

No outro dia, acordei, e Kris ainda tava dormindo, então fui à padaria novamente, mais dessa vez não só comprar ‘guloseimas’, mais também assinar o jornal.

Cheguei lá e já fui direto falar com a atendente:

– Oi, sabe esse jornal ali da frente, o examiner? Então, queria assinar ele. Daqui a quantos dias mais ou menos chega?

– Bom, daqui a alguns minutos chega.

– Ah, tudo bem.

Assinei uns papeis lá, coloquei meu endereço, e comprei um bolo de morango. Cheguei a casa e Kris ainda estava dormindo. Fui lá, e fiz o mesmo gesto de sempre. Passei a mão no cabelo dela, e dei um beijo em seu rosto, e ela acordou com o mesmo sorriso de sempre.

– Oi Rob.

– Oi Kris.

Tomamos café, e como sempre ela ficou admirada com o bolo, que cada dia, era mais gostoso. E de repente, no meio do café da manha, bateram na porta. E foi um erro meu deixar Kristen atender.

– É aqui a casa do senhor Pattinson?

Disse o homem que estava na porta, segurando jornais da semana toda.

– É sim. – Respondeu Kristen.

Então o homem entregou os jornais para ela, e saiu. Kristen estava parada na porta, e não dizia nada.

– Robert, você sabia disso? Olha só o que saiu nos jornais, ontem e hoje.

Ela me mostrou os jornais, e o de ontem eu já sabia o que era, queria mesmo era ver o de hoje. E vi, com a manchete “Beijo flagrado de Kristen e Robert.”

– Kris eu nem sei o que…

– Robert você sabia não sabia? O endereço aqui dos jornais são da padaria, e você foi lá ontem, viu o jornal. Porque você… Porque você fez isso?

– Kristen, eu apenas queria, sei lá, nós estávamos andando de mãos dadas, e…

– E pelo que parece, para você, isso significava outra coisa.

– Não só para mim Kristen, mais todo mundo que anda de mãos dadas na frente de todo mundo está…

– Robert, eu andava de mãos dadas com os meus amigos.

– E porque não anda mais? Aliás, porque você não tem mais amigos?

– Robert, por favor, você não se toca? Eu os deixei para seguir essa carreira, foi uma decisão difícil, mais eu tinha que me preocupar com o meu futuro.

– Kristen, eu estava tentando apenas cumprir o que estava escrito no jornal.

– Não Robert, você estava expondo nossa vida, para o mundo todo. Quando você vai crescer? Quando vai deixar de ser criança?

– Olha bem para você, você que é uma criança. – Eu já estava berrando com ela. – Você sai de mãos dadas na rua comigo, já nos beijamos duas vezes, a gente dorme e mora na mesma casa todo dia, e você diz que me considera apenas seu amigo?

– ROBERT, PARA FORA. CHEGA. – Ela gritou comigo, e já estava chorando. Apontou o dedo para a porta, e eu não disse nada, apenas saí.

CRÉDITOS: Tiago
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s