Diário Secreto de Robert Pattinson- Cap.28

***QUEM PEGAR AVISA NOS COMENTÁRIO E COLOQUE CRÉDITOS AO STEWART KRISTEN***

Kristen Stewart,

E a partir daquele momento, as coisas começaram a acelerar novamente. Remember Me teve sim um ótimo bom lucro de bilheteria, Allen ficou muito feliz. Depois que eu disse para Emie que eu estava namorando com você, ela de repente parou de falar comigo.

Acho que não pelo fato de que eu namorava com você, mas sim porque ela pensou que estávamos nos apaixonando, e eu deixei bem claro que não tenho mais olhos para nenhuma outra garota. Estou um pouco chateado, queria que tudo terminasse bem entre eu e Emie.

Quanto à Remember Me, estou muito feliz de poder ter terminado outro trabalho, e agora estou de volta para terminar minha parte de New Moon, e então começarmos em Eclipse.

Beijos, seu querido Robert!

Kristen deixou uma lágrima cair e fechou a última página do diário.

– Eu também fiquei triste por vocês não terem tido um final feliz Rob, como amigos.

– Obrigado Kris.

Agente se beijou novamente.

– E também agradeço por você ter escrito tanta coisa no diário, se fosse outro esconderia essas coisas da Emie, mas você contou.

– Contei porque sabia que você não iria ficar chateada, iria entender.

– Quanto aos paparazzis eu…

– Por favor Kristen, não me lembre disso.

– Ok amor, agora eu estou aqui. Eu te amo!

– Eu também te amo.

Nós nos deitamos no sofá, e começamos a ver televisão. Eu como sempre passando a mão em torno do cabelo de Kristen, acariciando-a. Aquele momento era tão perfeito, tão singelo.

(…)

Eu acordei com meu celular tocando. Me levantei e saí correndo atender.

– Alô?

– Senhor Robert?

– Sim.

– Somos da ‘Vogue’. Estamos ligando para marcar horário amanhã a tarde para você e a Senhorita Ravin fazer nosso photoshoot. Tudo bem?

– Tudo sim. Ok, amanhã a tarde.

– Nós passaremos aí para te pegar.

Eles desligaram.

Essa era a oportunidade que eu estava esperando. Reencontrar Emilie, e tentar reatar nossa amizade.

– Quem era? – Kristen perguntou.

– Pessoal da Vogue. Amanhã a tarde eles passarão aqui para me pegar, vamos fazer um photoshoot junto com Emilie.

– E essa era a oportunidade que você estava esperando certo?

– Certo. – Eu ri.

Kristen fez uma cara meio que ciumenta, e eu peguei ela no colo.

– Não precisa ter ciúmes de nada e nem de ninguém.

Eu saí correndo com ela no colo pela casa.

– Robert, para!! Eu não tenho ciúmes, para! – Ela já estava gritando.

Chegamos no quarto, e eu a joguei na cama. E tranquei a porta!

créditos a Tiago

Anúncios

Diário Secreto de Robert Pattinson – Cap.27

***Quem pegar avisa nos comentário e coloque créditos a nós***

Foi um momento muito constrangedor e muito emocionante. Meus fãs com certeza eram os melhores.

Um carro parou na frente da casa, e eu não pude vem quem era por causa da multidão de fãs na frente, mas depois eu vi Emi passando desesperada por todos os fãs.

– Robert? Você está bem?

– Emi..

Eu a abracei. Tudo que eu precisava agora… um abraço.

– Meu Deus, eu vi o que aconteceu com você, eu…

– Emi… meu diário. Eu esqueci ele no seu carro.

– Aqui está, eu trouxe pra você!

Ela entregou o diário para mim, do mesmo modo que eu havia o deixado no carro.

– Obrigado.

– Nada. Eu vou lá preparar um café pra você.

– Ok.

Emi saiu e Allen se virou pra mim:

– Eu vou lá na rua pedir para os fãs saírem que você não está bem agora, e vou dizer pra eles voltarem no domingo, que você dará autógrafos pode ser?

– Tudo bem.

Allen também saiu.

Eu fiquei na janela espiando ele conversando com os fãs, e vi todos eles saindo da área da casa, numa boa. Eu fiquei realmente impressionado.

– Deu, aqui ta seu café, quentinho.

Era Emi, com o café.

– Obrigado, você foi rápida.

– Eu não o fiz, eu apenas o esquentei.

– Ah…

Ela me deu a xícara, e sentou na cama:

– Emi, sobre o diário… você… você…

– Não se preocupe Robert, eu não o li.

– Não leu? Que bom, eu fico muito feliz, mas porque não leu?

– Porque se eu tivesse esquecido meu diário no seu carro, não iria querer que você o lesse.

– Ah, obrigado mesmo, outra pessoa não faria isso. Outra pessoa chegaria e o leria.

– É…

Eu sentei do lado de Emi na cama, e ela se virou pra mim.

– Eu sinto muito pelo que ocorreu com você. Muito mesmo, foi tão triste, se fosse comigo…

– Obrigado Emi, tudo o que eu precisava era de um abraço, e você me abraçou, me acolheu…

Ela olhou séria pra mim, e eu olhei pros seus olhos. A partir dali eu vi muito mais que uma amizade… Emi era agora uma pessoa especial na minha vida. Especial de uma forma que eu não conseguia explicar.

créditos a Tiago

Diário Secreto de Robert Pattinson – Cap.26

***QUEM PEGAR  AVISA  NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS  A NÓS***

Eu me abaixei e coloquei as mãos sobre minha cabeça. Fechei os olhos com muita força, mas ainda conseguia enxergar o clarão dos flashes que saíam das máquinas fotográficas.

Eu comecei a ouvir batidas nas portas, e parecia que eles estavam tentando abrir.

– O que eu faço?  – Disse o taxista.

– Apenas fique onde estás… não saia do carro! – Eu disse, com a voz totalmente rouca… e agora que eu percebi que eu já estava chorando.

Eu precisava tomar uma atitude… precisava…

Eu me levantei e abri a porta do carro com força… O clarão aumentou mas eu ainda estava de olhos fechados. Eu comecei a abri-los lentamente e..

– MERDA!

Já tinha muito mais de 1 paparazzi, havia uns 9, 10 ali… E continuaram a tirar fotos, então, eu fiz o que tenho certeza que quase nenhum ator de Hollywood iria fazer num momento desse, certamente eles iriam dar socos e afins…

Eu apenas me ajoelhei e comecei a falar gritando:

– POR FAVOR, PAREM! PAREM!

E de repente, finalmente, ouvi o barulho do carro da polícia chegando, os paparazzis saíram todos correndo. Eu me levantei e corri atrás deles, e consegui pegar apenas um pela blusa.

– Me entregue a câmera.

– Claro que não. Isso aqui valerá muito dinheiro.

– Por favor… eu… eu… eu compro. Eu compro as fotos, apenas não faça isso.

– Você quer comprar estas fotos? Mesmo sabendo que os outros paparazzis tem varias também, essas aqui você quer comprar?

– Pago quanto quiser. Quanto quiser.

– Tudo bem! 2 mil e quinhentos.

Eu fiquei chocado é claro, mas para não parecer amedrontado, peguei meu dinheiro do bolso e o entreguei. É realmente muito bom andar com dinheiro no bolso!

– Aqui está a máquina. – Disse ele.

Eu peguei a máquina da mão dele e ele saiu correndo. Joguei a máquina com toda a minha força no muro que estava na minha frente e ela se quebrara toda.

– Vamos senhor Pelinson! – Disse o policial.

– É Pattinson.

Eu peguei a mão dele e ele me levou para dentro do carro da polícia, eles iriam me levar para casa de Allen.

[…]

Eu estava no meu quarto, sem acreditar no que havia acontecido comigo… sem acreditar no que os paparazzis fizeram… sem acreditar no que eles iriam fazer com as fotos…

Não havia mais ninguém em casa… eu estava no meu quarto, deitado em cima de cama.

Eu me virei um pouco e caí no chão. As lágrimas começaram a cair dos meus olhos e a dor desse dia começou a pesar muito.

Eu comecei a revirar meus cabelos e a me debater no chão. Meu choro começou a ficar mais alto e angustiante.

Eu precisava do meu diário aqui, contar tudo o que havia acontecido comigo para a Kristen, mas ele não estava aqui, e eu não iria pegá-lo agora.

A porta do quarto se abriu e eu ouvi um ‘Robert? Tudo bem? Robert!’ de alguém, mas eu não consegui identificar a voz, e não consegui abrir os olhos para ver quem era… estava tudo ficando mais…

[…]

Abri meu olhos, estava em cima da cama, deitado! Eu havia desmaiado certamente, não sabia como.

– Robert? Tudo bem? – Era Allen, era ele!

– Allen.

Eu o abracei e comecei a chorar nos seus ombros. Ele chorou junto e disse:

– Você sabe que está cheio de gente aí fora?

– Ai não.

– Calma. Vem, levanta, vê o que é. Eles descobriram seu endereço pelos paparazzis, os paparazzis divulgaram na internet! Eu não sei como eles conseguiram mas… vem!

Allen me ajudou a levantar e me levou até a janela, e daí eu pude ver. Muitas, muitas pessoas na frente da minha casa, protestando contra os paparazzis e cada um segurando uma placa que estava escrito ‘Respect Robert’.

créditos a Tiago

Diário Secreto de Robert Pattinson – Cap.25

Galera, desculpem o atraso, é que tivemos um problema com quem escreve, mas agora já está tudo ok !

***SE PEGAR AVISE NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS A NÓS***

Eu olhei dentro da casa de Emi… estava tudo muito bagunçado, muito mesmo… mas eu não iria rir, pois ela me avisou que ainda estava arrumando as coisas.
Ela me convidou para tomar café numa ‘coisa’ que ela chamava de mesa, e isso eu tive que rir.
– Não ria seu desgraçado… – Emi bateu com uma colher em mim. – A mesa nova está no meio dessa bagunça, eu ainda não montei.
– Ah, desculpa…
Eu ri novamente.
Depois de muito esforço para tentar tomar café sem rir, fomos espiar pela janela se tinha algum paparazzi pela rua.
– Acho que não tem não Emi.
– Olha Robert… mesmo assim acho melhor você ir de pé… para evitar… você sabe…
– Fofocas. – Eu completei.
– Isso…
– Tudo bem então, beijos e até amanha!
Eu dei um beijo em seu rosto, e abri a porta para sair…
Comecei a andar na rua, até que avistei um paparazzi atrás de mim, que na verdade estava tentando parecer uma pessoa normal, mas não conseguiu.
Eu comecei a andar um pouco mais rápido mas parece que o imbecil estava começando a andar rápido também. Claro que eu não poderia ir para a casa de Allen com esse imbecil me seguindo.
Então de repente eu parei, e o paparazzi se esbarrou em mim.
– Hey, por favor… eu queria pedir gentilmente… – Os flash’s tomaram conta de meus olhos e eu não consegui enxergar mais nada. – Para de tirar fotos, por favor?
– Esse é o meu trabalho. – Disse aquele imbecil.
– Olha, por gentileza… – mas eu não consegui falar com esses flash’s, e quando abri os olhos novamente tentando enxergar alguma coisa, vi mais outro paparazzi do lado dele. – Que merda, dá para parar com isso?
Eles não responderam… e então eu vi um carro amarelo passando do meu lado e gritei, rezando para que fosse um taxi. Eu ainda não estava enxergando muito bem.
– Por favor, apenas siga em frente. – Eu disse ao entrar no carro amarelo. E pela resposta do moço que estava dirigindo, era realmente um táxi.
Eu já estava enxergando um pouco melhor, até que ouvi o moço dizendo que tinha um carro nos seguindo. Merda!
– Pare o carro por favor. – Eu disse.
O taxista parou o carro e eu peguei meu celular rezando para que estivesse digitando os números certos. Eu estava ligando para a polícia.
– Aqui é Robert… Pattinson.\
– Oi Robe…
– Estou na frente do… hm… Motel ‘Dallas’, tem um grupo de paparazzis tentando tirar fotos de mim e estão me seguindo pra ver aonde eu moro, mas eu realmente…
– Dallas? Estamos bem pertinho daí, já já estamos aí.
Eu desliguei o telefone e olhei pra trás, os paparazzi ainda não tinham saído do carro. Estavam planejando alguma coisa… alguma coisa que me deixou com muito medo.
Agora eu já estava rezando para que os policiais aparecessem, mas eles estavam demorando demais…
Toc Toc
Eu olhei para a janela, e estava eles ali… um paparazzi de cada lado da janela, eu tentei me abaixar no banco e digitei novamente o número dos policiais.
– Cara, porque a demora? Isso aqui é com urgência.
– Acabamos de receber a denúncia de um caso mais grave senhor ‘Pelenson’,  aguarde alguns minutos.
– É PATTINSON. Que merda…
Eu desliguei novamente o telefone e fui colocar minha toca da minha jaqueta mas… MERDA! Eu tinha esquecido minha jaqueta no carro de Emi… com o diário!

Créditos a Tiago

Diário Secreto de Robert Pattinson – Cap.24

***SE PEGAR AVISA NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS A NÓS***

Kristen Stewart

Os dias aqui estão ficando cada vez mais legais, você deveria estar aqui, iria ser tão legal…

Eu e Emi estamos nos dando muito bem, ela é realmente uma ótima atriz…

E atuar com a Ruby realmente não tem preço, ela é muito fofinha, e ela diz que é uma grande honra trabalhar comigo, mas acho que eu que estou honrado.

Já estamos no quarto dia de gravação, estou meio que sem tempo agora para escrever aqui, mas sempre que posso estou aqui claro. Você está bem? Bom, eu sei que você não irá me responder, mas… espero que esteja, estou sentindo muitas saudades, muitas mesmos. ❤ Eu te amo meu amor.

Beijos, Pattinson.

Eu fechei meu diário e o coloquei no bolso da minha jaqueta, por dentro. Agora eu iria, juntamente com Allen, Emi e Ruby, para o set.

– Vamos? – Eu disse para Allen ao chegar na cozinha.

– Claro, estávamos esperando por você. Você demora para se arrumar em.

Nós rimos.

Já estávamos no set e hoje eu iria gravar uma pequena cena, porque eles ainda estavam meio que gravando as cenas da morte do Tyler ainda.

Iríamos gravar a cena em que Emi estava no quarto com Ruby, vendo as pinturas, e eu iria aparecer. Pequena… mas complicada.

– Bom Robert, só queria que você tirasse essa jaqueta e pusesse essa. – Disse Allen ao me dar a jaqueta, então eu tirei a minha e coloquei em cima do sofá que havia ali.

Eu já estava no carro de Emi, ela estava me levando para casa…

– Tem certeza que você não vai querer ficar aqui?

– Não Robert, obrigada, eu aluguei um quartinho bem pertinho daqui para mim.

– Ah, se enjoou dos amigos né? – Eu disse brincando.

– Deixa de ser idiota rapaz. – Emi riu, e eu ri também. Ela parou na frente da casa de Allen.

– Prontinho, aqui está você.

– Esse carro é seu mesmo né? – Eu disse.

– Robert… hm… na verdade é alugado, haha.

– Ah sim. – Eu ri novamente.

– Olha… ta vendo aquele rapaz? – Emi apontou para um garoto meio que escondido atrás de um arbusto.

– Sim, estou sim.

– Então… ele tem um nome e uma função. Nome: Paparazzi. Função: Fotografar nós dois para publicar amanhã no jornal, e acho que ele conseguiu vamos sorrir?

Emi se virou para o paparazzi e sorriu. Eu me senti meio que com raiva, ele estava fazendo o que fez comigo e com a Kris… mas dessa vez a coisa ficaria pior.

– Não, você não pode rir, me tira daqui vai. Imagina se esse paparazzi descobre que é aqui que nós estamos morando… não quero nem pensar.

– Ta, tudo bem.

Emi começou a dirigir novamente, e nós passamos pelo paparazzi, mas parece que ele não veio atrás. Eu tirei meu casaco porque estava realmente muito calor.

– Posso te levar para mostrar o meu, hm… quartinho.

– Ah, sim, gostaria muito de ver.

Coloquei o casaco no banco de trás, e Emi parou na frente de uma… casinha.

– Aqui, vem.

Ela saiu do carro, e eu também.

– Só não estranha a bagunça, eu não arrumei nada ainda, aliás aluguei isso aqui ontem.

– Ok, sem problemas.

Chegamos bem perto da casa e ela disse:

– Não vai rir hem…

– Pode deixar.

Emi colocou a mão no trinco da porta… e a abriu.

créditos: Tiago

Diário Secreto de Robert Pattinson-Cap.23

***SE PEGAR  AVISE NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS A NÓS***

Kristen Stewart

Meus dias aqui estão sendo ótimos. Já estamos no terceiro dia de gravação, a cena da morte do Tyler já foi gravada, e agora estão gravando a cena em que a Caroline está no cemitério.

Todos aqui são muito legais, em especial, a Emi. Ela é muito divertida, e brincalhona… Mas isso não vem ao caso.

Bom, agora eu acho que vou descansar um pouco, e logo ou amanhã venho aqui escrever novamente. Beijos.

Eu fechei o diário, e o coloquei no bolso da minha jaqueta, estava muito cansado para me levantar da cama e ir guardá-lo.

– Oi. – Era Emi, com um sorriso no rosto. – Estou incomodando?

Putz, na verdade ela estava sim, mas eu não iria falar.

– Claro que não. Entre.

Ela entrou e fechou a porta, e veio se sentar do meu lado na cama.

– Muito cansado?

– É, muito.

– Ah, se quiser que eu saia Robert, não tenha vergonha de falar.

– Não não, pode ficar, preciso mesmo de uma companhia.

– Hm… ok.

Eu me deitei e ela se deitou do meu lado.

– Sabe Robert… você é estranho.

Nós rimos.

– Vou pegar uma comida para você lá na geladeira, já volto. – Emi disse.

– Ok.

Ela se levantou e saiu.

10 minutos depois Emi estava de volta com uma fatia de bolo de morango.

– Aqui.

Ela me deu a fatia (que estava em um pires) e eu comecei a comer.

– Está com fome… – Ela riu.

– É, estou. – Eu ri também.

– Vamos brincar de uma coisa… tipo, já que você está cansado então… eu vou fazer perguntas para você, tipo um quiz e você me responde. – Ela disse.

– Ok, então vai lá.

– Hm… que número você calça?

– 42. – Eu ri como se tivesse envergonhado.

– Você gosta de…

– Amo tocar violão. Espera.

Coloquei meu pires em cima do sofá e fui pegar meu violão que estava do lado do guarda roupa.

– Vou tocar uma música para você.

Eu comecei a tocar uma música, que era linda mas que não me lembrava o nome. Eu olhei para Emi e ela estava dando um sorriso de tímida, ou de… esquece.

Eu continuei tocando até que Allen abriu a porta.

– Quem comeu o pedaço do bolo do café da tarde?

– Foi o Robert. – Disse Emi, rindo muito.

– Ah sim, Rob, hoje você fica sem café então.

Allen começou a rir e então fechou a porta e eu consegui ouvir ele dizer um “brincadeira”.

– Valeu Emi.

– Eu estava brincando Robert. Então… hm… a música é perfeita, obrigada.

– Ah… de nada.

Ela encostou a mão dela na minha, e depois se levantou, pegou o meu pires e o levou para a cozinha, fechando a porta ao sair.

Créditos a Tiago

Diário Secreto de Robert Pattinson- Cap.22

***QUEM PEGAR AVISA NOS COMENTÁRIOS E COLOQUE CRÉDITOS A NÓS***

Março – 2009

Primeiro dia de gravações.

Oi Kristen… Hoje foi meu primeiro dia de gravação, foi muito legal, mesmo. Primeiro dia estão todos se conhecendo, e na verdade nós nem gravamos nada, ficamos conversando e… agora to com 3 folhas aqui, preciso gravar elas para amanhã, e ao invés disso, o que eu estou fazendo? Escrevendo em um diário.

Sabe… eu tive uma conversa hoje com a Emi. Ela parece ser tão legal. O que conversamos? Primeiro ela disse que era minha fã, então ‘brincamos’ de fazer perguntas. Eu fazia e ela respondia, e ela acertou bem poucas. Haha Bom, o que aconteceu hoje comigo foi isso então… Beijos e até qualquer hora.

Eu fechei o diário e deixei ele em cima da cama, e caminhei em direção à cozinha.

– O que tem para a janta Allen?

– Eita Rob… Ainda não sei. – Ele deu uma risada. – Não sou eu que faço o almoço…

– É, hoje coube a mim fazer, vê se pode.

Eu me virei, e vi Emi, Emilie de Ravin, sorrindo.

– Nossa, e você sabe cozinhar? – Perguntei.

– Ah, sei claro. Meus pais dizem que ninguém frita ovos melhor que eu.

Ela riu, e eu ri também.

– E amanhã é seu dia. – Ela olhou para mim e eu fiz uma cara assim: O.O – Mas ouvi falar que você sabe cozinhar então… vai ser moleza.

– Se você quiser eu te ajudo hoje.

– Ah Rob, nem preciso dizer nada né? Vem, vem me ajudar.

Ela pegou o macarrão e deu para mim, e a parte do omelete ficou com ela. Depois eu peguei uma panela e coloquei água a ferver para o macarrão.

– E você vai ficar aí só fazendo omelete? – Perguntei.

– Ah, é só o que eu sei fazer.

Ela virou os ovos mais uma vez na frigideira e um deles caiu no chão.

– Hm… acho que nem nos omeletes eu sou boa nisso.

– Haha, é, parece que não mesmo. – Eu disse brincando, mas era verdade. – Deixa que eu pego.

– Claro, cavalheiro.

Ela pegou um ovo com a mão e jogou na minha cabeça. O ovo se quebrou….

– Hey. Você….

– Isso é uma vingança pela água que você vai jogar em mim quando estivermos gravando.

– Ah, não vale.

Eu peguei um ovo e joguei nela, mas ela se desviou e o ovo bateu na parede.

– Que bom que estão se divertindo… E eu não queria que a diversão de vocês acabasse… mas vocês terão que limpar isso antes dos outros entrar para a cozinha. – Disse Allen, meio que bravo, mas com um sorriso no rosto.

– Pode deixar. – Eu disse.

– É, pode deixar, o Rob vai limpar tudo bem limpinho, já que foi ele que jogou.

Emi começou a rir, e eu indaguei:

– Hey, mas você que começou e…

– Eu te ajudo Robert, pode deixar. – Ela disse.

Então, nós limpamos tudo muito limpo, como pediu Allen, e jantamos. Depois fui para o meu quarto e abri o diário. Tinha muita coisa que escrever.

Créditos a Tiago